domingo, 28 de setembro de 2008

Quero o azul do céu nos meus pensamentos
Quero o infinito

Quero os peixes do mar na minha pele
Quero a liberdade

Quero as borboletas nos meus olhos
Quero ver o belo

Quero a aurora nas minhas entranhas
Quero brotar-me luz

Quero sempre o dia de ontem em mim
Quero o hoje sempre me fazer surgir

Nenhum comentário: