sábado, 6 de dezembro de 2008

Para Ludmila

Sempre quis ter um super-poder
Um certo dia, por muito querer, ele resolve aparecer
Pediu licença e falou: “seu super-poder agora desabrochou”
Enchi meus olhos de alegria, como também ficaram os meus dias
Rosto de coração feliz

Pode um dia ele desaparecer
Outro reaparecer
De ontem em diante
Eu digo uma coisa:
Risada amiga, é você o meu super poder!

Nenhum comentário: